Faça uma pergunta
Tecnologia, Futuro, Indústria Automotiva

Revolução da tecnologia 3D na indústria automotiva

30 abril 2020

A tecnologia digital 3D tem um enorme impacto na indústria automotiva. No setor em que a inovação tecnológica é causada pelo desejo constante de permanecer competitivo, o desenvolvimento da impressão 3D trará mudanças nos próximos anos devido aos seus enormes benefícios em termos de sustentabilidade econômica e de produção.

Na tecnologia de moldagem livre "Fused Deposition Modeling" (FDM), a impressão 3D, nascida no final dos anos 80, está se tornando cada vez mais popular. De fato, a Ford usa essa tecnologia desde então na fase de projeto do carro, pois é uma maneira rápida e eficiente de implantar fisicamente os componentes antes da produção final.

Em 2005, o professor Adrian Browyer iniciou o projeto RepRap, um movimento mundial para autorreplicar impressoras 3D usando software de código aberto, o que aproximou a FDM do mundo do consumidor, criando novas perspectivas de pesquisa para os engenheiros.

Usando métodos tradicionais de design, um engenheiro que projeta peças de carros em um computador deve esperar meses para criar um protótipo. Enquanto isso a impressão 3D reduz o tempo de espera a tal ponto, que cada item estará disponível em alguns dias ou em apenas algumas horas, até mesmo um modelo em escala 1: 1 de todo o carro a um custo muito menor.

Termoplásticos na impressão 3D

As especificações das peças são transferidas do programa de design para o computador da impressora, que imprime uma camada de material de cada vez, empilhando-as gradualmente para formar um objeto 3D completo. Os termoplásticos, como o polipropileno (PP), são um material ideal para o desenvolvimento da impressão 3D e, portanto, uma ferramenta essencial na estratégia da indústria automotiva para reduzir o peso do carro.

O polipropileno é o plástico mais utilizado na produção de automóveis, devido ao seu peso, resistência à abrasão e capacidade de absorção de impactos, além de sua força e flexibilidade. Para explorar todas as suas vantagens, alguns fabricantes de impressoras 3D desenvolveram derivados de PP, semelhantes ao propileno, para fortalecer suas propriedades físicas e mecânicas.

A tecnologia 3D no setor automotivo ainda está em desenvolvimento.
A tecnologia 3D no setor automotivo ainda está em desenvolvimento.

A tecnologia 3D está se desenvolvendo no setor automotivo. Um relatório do tamanho do mercado de impressão 3D automotiva e os avanços tecnológicos rápidos da Acumen Research and Consulting (ARC) prevê um crescimento de 24,6% CAGR (Taxa de crescimento anual composto) no mercado de impressão 3D automotiva até 2026, quando valerá US $ 3,9 bilhões.

A impressão 3D permite trabalhar de forma mais eficiente com designs mais personalizados, ajustados às necessidades e testar diferentes versões do produto de forma mais rápida e barata.

Carros mais leves e personalizados

Grandes marcas de carros como Volkswagen, BMW, Jaguar ou Land Rover usam a tecnologia 3D para reduzir o peso de seus veículos e os custos de produção. Em 2015, a Audi desenvolveu um design de impressão 3D para evitar a necessidade de produzir e enviar certas peças em todo o mundo. A impressão sob demanda elimina a produção em série de determinados componentes, o que economiza nos custos de manutenção da infraestrutura. Isso também se aplica à produção de peças de reposição.

O desenvolvimento da tecnologia 3D afeta a maneira como as empresas se relacionam com seus clientes. O software de personalização do MINI Twikit oferece aos compradores controle total sobre o design do carro. Eles podem ajustar elementos em ambientes internos e externos, usando uma grande variedade de fontes, modelos e imagens, e visualizar os resultados usando a visualização 3D. A impressão 3D não apenas torna isso possível, mas também barato.

Essas são inovações consolidadas no mercado, mas os departamentos de P&D e inovação dos fabricantes continuam a explorar o potencial de uma tecnologia revolucionária para a indústria automotiva. Existem projetos e carros conceito impressos inteiramente em 3D, como o EDAG Light Cocoon, a Stati da Local Motors (composta por apenas 50 peças, impressas em menos de 24 horas) ou o LSEV da empresa italiana XEV (elétrico, com 57 componentes, pesa apenas 450 kg).

Na Universidade Estadual de Sacramento, há um ônibus autônomo chamado Olli, quase totalmente impresso em 3D, com capacidade para oito passageiros, e que atinge uma velocidade de 40 km / he um alcance de mais de 160 quilômetros.

Como fornecedora global da indústria automotiva, a Knauf Industries Automotive adapta seus processos de produção às necessidades do setor. Por isso, criamos o laboratório de inovação IDLab, que utiliza as mais recentes tecnologias para encontrar as melhores soluções para nossos clientes, incluindo a impressão de modelos 3D.

Precisa de suporte?

Faça uma pergunta.

Política de cookies

Este site usa cookies. Ao continuar a navegar no site, você concorda com o uso de cookies.
Descubra mais | Perto

 

Contato

Faça sua pergunta em uma pesquisa individualizada e vamos lhe dar uma resposta detalhada, em qualquer país/região onde você precisar de nosso apoio.